05
out
Etaaa galerinha do mal tamo com layout novo!!! E só porque o layout novo ficou meio baiano vamos fazer homenagem à Salvador – BA nessa edição do Cidades do meu Brasil. Antes de mais nada quero já avisar ISSO É UMA BRINCADEIRA!!!! Então não vem chorar depois aqui falando que num gostei e mimimi´s porque o Cidades do meu Brasil não acabará antes de acabar as cidades do Brasil.

A história de Salvador é dividida em duas partes antes de ACM e depois de ACM. Reza a lenda que painho ACM não deixou nenhum registro do que aconteceu naquelas épocas remotas. Mas o Calango do Cerrado e sua rede de informações descobriu essa história para vocês.

A Pré-História soteropolitana (salvadorense) foi o período mais conturbado da cidade, até que os Tupinambás expulsaram os Homo Erectus da região e iniciou-se a Era de Paz, marcada pela invenção mais importante da História Baiana: a Rede, muito utilizada por Dorival Caymi. Em seus feudos, os Caciques Tupinambás exploravam os camponeses num regime conhecido como vassalagem. Foi a época dos grandes torneios de miserês, piriguetes em perigo, lagartixas e uma grande cultivo de dendê. Foi então que surgiu uma grande revolta popular chamada Axé, liderada por Daniella Mercury dando a liberdade ao povo baiano. Eis que surge das cinzas ACM no ano de 1666, e pega todos os créditos para si, dando inicio a Era ACM que perdura até os dias atuais.

Em 1880 é inventado o trio elétrico, um ano depois é criado o Carnaval Baiano em um terreiro de macumba. É durante o Carnaval que, na cidade, pode-se encontrar o maior banheiro a céu aberto do mundo, cobrindo toda área metropolitana da cidade (menos na graça, senão os seguranças de ACM te descem o sarrafo), deixando um suave e saudável aroma de uréia com cerveja perfumando a festa.

No ano de 1970 nasce Ivete Sangalo, dezoito anos depois ela lança seu primeiro disco de vinil.
1991 – Ivete Sangalo lança seu segundo disco
1992 – Ivete Sangalo incorpora seu primeiro espírito

1993 – Ivete Sangalo lança seu primeiro CD
1994 – Ivete decide lançar um CD por ano com espíritos diferentes.

Os soteropolitanos constituem cerca de 50% da população brasileira (sendo que 49,55% moram em São Paulo), dos quais 98% só retornam a sua terra de origem durante o Carnaval ou através do “De volta a minha terra” do Domingo Legal. Já onze meses depois (tempo de gestação do baiano), a taxa de natalidade na Região passa para 100% (não existem casos de soteropolitanos nascendo em outras épocas do ano).

Pesquisas recentes apontam que 50,1% da população é feminina e os outros 49,9% são homens.
Salvador é cidade pólo na exportação de côco, cantoras de axé (os discos são produzidos em São Paulo), Obina, Berimbaus e sotaques para novelas da globo, destacando-se os sotaques de paraibano, pernambucano e cearense. O principal produto de importação da cidade são os turistas, vindos principalmente de São Paulo, Rio Grande do Sul, Acre, Espanha, Papua/Nova Guiné e República Tcheca.

Em Salvador existe uma grande mistureba de ritmos e sons. Atualmente o que predomina é o pagodão e o arrocha. Além do Carnaval, grandes festas são organizadas pelo empresário Bocão, que toda sexta-feira promove uma micaretinha em um bairro-cidade (Liberdade,Cajazeiras, Sussuarana…), ou aluga o ex portal da Codeba.

Salvador é a única cidade do mundo em que existe uma rede de fast-food de comida baiana. Nele você pode pedir um combo acarajé (hambúrguer baiano), que vem com vatapá (mostarda baiana), salada, camarão e pimenta, batata frita e água de coco.

Salvador é a única cidade do mundo em que o Reveillón está sempre na moda. Todo mundo se veste de branco o ano inteiro, a não ser no Carnaval, quando a única vestimenta usada é o abadá.
Se por ventura você for para Salvador, eis os pontos turisticos da cidade:

E não esqueça de comprar um perfume de fragância Dendê e boas férias!
.

Deixe seu comentário:

Acompanhantes Brasília DF
Acompanhantes de Brasília DF
Corre que tem promoção!